A psicologia das emergências: Um estudo sobre angústia pública e o dramático cotidiano do trauma

The psychology of emergencies: A survey of public angst and dramatic daily life of trauma

Description

O assunto “trauma” vem adquirindo novos significados, considerando principalmente acontecimentos sociais recentes, sejam eventos adversos, catástrofes, desastres, sejam as situações-limite vividas pelas pessoas no cotidiano urbano. A psicologia das emergências estuda o comportamento das pessoas nos acidentes e desastres desde uma ação preventiva até o pós-trauma e, se for o caso, subsidia intervenções de compreensão, apoio e superação do trauma às vítimas e profissionais do SAMU. O assunto se estende às questões que vão desde a experiência pessoal do trauma até os eventos adversos provocados por calamidades, sejam estas naturais e/ou provocadas pelo homem. A psicologia das emergências é um tema de angústia pública, sentimento difuso de mal-estar que se origina dos acontecimentos públicos traumáticos, chamados estressores, tais como os acidentes de trânsito com vítima, assim como os provenientes das demais situações limites de toda a violência urbana. O trauma é uma experiência que explode a capacidade de suportar um revés, traz a perda de sentido, desorganização corporal e paralisação da consciência temporal, pode deixar marcas que influenciam a criatividade e a motivação para a vida. Os objetivos nos primeiros auxílios psicológicos são de aliviar as manifestações sintomáticas e o sofrimento, reduzindo os sentimentos de anormalidade e de enfermidade. Um dos objetivos é a familiarização com temas considerados complexos e muitas vezes distantes das discussões sobre trauma psicológico, sendo que o problema da pesquisa é a compreensão da psicologia das emergências e como colocá-la em prática. Os autores mais utilizados são Edgar Morin, Alfredo Moffatt, Serge Moscovici, Gilles Deleuze e Michel Foucault, dentre outros. São abordados os temas do não-reducionismo, da epistemologia de si mesmo e da relação da Teoria das Representações Sociais com o EMDR (dessensibilização e reprocessamento através de movimentos oculares). O método desta pesquisa, com suporte na observação participante refere às questões da complexidade, análise multirreferencial e de implicação. As técnicas mais utilizadas foram entrevistas, grupos focais-“histórias significativas” e análise documental. É indicado, como atitudes favoráveis pensar não a partir de algo, mas, sobretudo sobre algo e que para mudar o modo de agir torna-se necessário modificar a imagem que uma pessoa tenha de si próprio. Como conclusões da pesquisa, observou-se: que as pessoas acidentadas trazem outros acontecimentos considerados difíceis junto com o depoimento sobre o acidente, como situações de luto e de sofrimento com familiares; que o estresse pós-traumático não é uma conseqüência inevitável do trauma; que não há nenhuma orientação, ou rotina, nas missões de socorros e nos documentos oficiais do SAMU sobre o tema psicologia das emergências. Também são indicadas considerações finais sobre os temas da Síndrome de Burnout, sobre a influência da instituição no cotidiano dos atendimentos, sobre a relação da clínica com a psicologia social.

The subject of "trauma" has acquired new meanings, especially considering recent social events, are adverse events, catastrophes, disasters, are the extreme situations experienced by people in urban daily life. Psychology emergencies studies the behavior of people in accidents and disasters from preventive action to post-trauma and, if necessary, subsidize interventions understanding, support and overcoming the trauma victim and professional SAMU. The subject extends to issues ranging from the personal experience of trauma to adverse events caused by disasters, whether natural and / or manmade. The psychology of emergencies is a topic of anguish public diffuse feeling of uneasiness that stems from public events traumatic, called stressors, such as traffic accidents with victims, as well as from the other extreme edge of all violence urban. Trauma is an experience that explodes the ability to support a setback, brings loss of meaning, and paralysis of body clutter temporal awareness, can leave marks that influence creativity and motivation for life. The goals in psychological first aid are to relieve symptomatic manifestations and suffering, reducing feelings of abnormality and disease. One goal is to become familiar with issues as complex and often distant from the discussions on trauma psychological, and the research problem is understanding the psychology of emergencies and how to put it into practice. The authors are more used Edgar Morin, Alfredo Moffatt, Serge Moscovici, Gilles Deleuze and Michel Foucault, among others. Issues are addressed in the non-reductionism, the epistemology of self and even the relationship of the Theory of Representations to EMDR (Desensitization and reprocessing through eye movements). The method this research, supported in participant observation matters relating to complex, multi-referential analysis and implication. The most used techniques were interviews, focus groups, "meaningful stories and documentary analysis. It indicated as positive attitudes to think not from something, but mainly on something and to change the mode of action becomes necessary to modify the image a person has of himself. As the survey findings revealed the following: that rugged people bring other events to be difficult with with testimony about the accident, as situations of grief and suffering with family, whereas the post-traumatic stress is not an inevitable consequence of trauma, there is no guidance, or routine tasks in the relief and SAMU official documents on the subject of psychology emergencies. Also concluding remarks are given on the topics of the Burnout on the influence the institution in the routine of care, about the relationship of clinical with social psychology.

Format

Dissertation/Thesis

Language

Portuguese

Author(s)

Ney Roberto Vattimo Bruck

Original Work Citation

Bruck, N. R. V. (2007, March). [The psychology of emergencies: A survey of public angst and dramatic daily life of trauma]. (Doctoral dissertation, Pontifcia Universidade Catlica do Rio Grande do Sul). Retrieved from http://tede.pucrs.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=726. Portuguese

Collection

Citation

“A psicologia das emergências: Um estudo sobre angústia pública e o dramático cotidiano do trauma The psychology of emergencies: A survey of public angst and dramatic daily life of trauma,” Francine Shapiro Library, accessed August 14, 2020, https://emdria.omeka.net/items/show/18860.

Output Formats